Limpeza ecológica com ingredientes naturais

Uma casa limpa é algo precioso, mas não tem de ser à custa do nosso meio ambiente.

Para limpar a casa de forma ecológica são apenas necessários alguns produtos naturais, para além de não destruir o ambiente, estará a poupar na conta de detergentes.

A maioria dos detergentes comuns estão cheios de poluentes como lixívia, amónia, álcool, destruidores do meio ambiente. Este tipo de componentes químicos são péssimos para a qualidade do ar da casa, e podem mesmo contribuir para problemas do foro respiratório.     

Está na hora de voltar aos detergentes que as nossas avós usavam para limpar a casa com o bórax, baking soda (bicarbonato de sódio), sumo de limão e mais alguns componentes naturais conseguirá uma casa limpa de forma ecológica e tudo sem gastar muito dinheiro.

Bicarbonato de sódio e um pouco de sal marinho: em qualquer superfície, polvilhe a superfície com bicarbonato de sódio, depois esfregue com uma esponja ou pano húmido. Se tiver de esfregar mais, espalhe um pouco de sal marinho, e esfregue sobre a superfície a limpar.

Sumo de limão e vinagre: se tiver manchas de gordura, pulverize a superfície com sumo de limão ou vinagre de vinho branco. Deixe repousar alguns minutos, e depois esfregue com uma escova rija.

Desinfetante: em vez de usar lixívia, crie o seu próprio desinfetante, misturando 2 copos de água, 3 colheres de sopa de sabão líquido e 20 ou 30 gotas de óleo de árvore de chá.  

Limpar as superfícies onde se manipulam alimentos

O local onde os alimentos são preparados e manipulados requer especial atenção à limpeza, devido às bactérias que lá se podem alojar. Para dar um aspeto limpo à sua cozinha, mas de forma verde:

Bicarbonato sódio e água: salpique as bancadas com bicarbonato de sódio, depois limpe esfregando com um pano ou esponja. Se tiver manchas, junte ao bicarbonato de sódio um pouco de água, faça uma pasta e deixe repousar um pouco antes de remover. Este método é excelente para limpeza de aço inoxidável, como o que existe no lava-loiça da cozinha, tábuas de cortar alimentos, frigoríficos, etc.

Sal marinho e água: se necessitar de algo mais abrasivo para conseguir limpar alguma superfície que não tenha problemas em ser riscada, junte um pouco de sal marinho a um pouco de água, coloque numa esponja ou pano húmido e esfregue.

Desinfetante natural: para destruir germes sem ter de usar produtos de limpeza muito fortes, basta misturar 2 copos de água, 3 colheres de sabão líquido e 20 ou 30 gotas de óleo de árvore de chá. Pulverize e esfregue as bancadas ou a mesa da cozinha.

Limpar vidros e janelas

Nada como ter umas janelas a brilhar. Saiba como o fazer de forma verde.

Vinagre branco, água e jornal: misture 2 colheres de vinagre branco com litro e meio de água e coloque numa garrafa com pulverizador. Pulverize o jornal, e limpe os vidros. Se não gostar do cheiro do vinagre poderá substitui-lo por sumo de limão.

Limpar tapetes e carpetes

Uma festa, um jantar, uns sapatos sujos, tudo contribui para uma carpete suja. Saiba como limpar as manchas e sujidade das carpetes.

Bata nas carpetes: coloque os tapetes na rua pendurados e bata-os com o cabo de uma vassoura para remover o pó e, de preferência, deixe-os um dia ao sol para se ver livre dos ácaros.

Água com gás: a água com gás é ótima para remover as manchas das carpetes. Mas para que o efeito seja bem conseguido é necessário limpar no momento. Se cair algum tipo de comida ou bebida na carpete, limpe logo os restos de comida e verta água com gás em cima; limpe com um pano. O dióxido de carbono faz com que os restos da comida venham ao cimo da carpete e os sais da água fazem com que as partículas se libertem das fibras.

Farinha de milho fina: para absorver a sujidade da carpete, verta um pouco de farinha de milho em cima da sujidade, espere 5 a 15 minutos, aspire.

Limpar as manchas da carpete: faça uma mistura de ¼ de copo de sabão líquido com 1/3 de um copo de água, misture vigorosamente, de preferência numa misturadora até ficar em espuma. Vaporize esta espuma e depois limpe com vinagre.

 Para absorver os odores: espalhe bicarbonato de sódio na carpete, usando cerca de 1 copo por cada carpete de tamanho médio. Passados 30 minutos, aspire.  

Limpar soalhos de madeira natural

Os soalhos de madeira são naturais, duradouros e muito bonitos, porém a humidade não é a sua melhor amiga, e para evitar limpar o chão de madeira com a típica esfregona, detergente  e água, pode optar por uma solução ecológica que fará o seu soalho brilhar mais que nunca:

Vinagre: com uma solução de ¼ de copo de vinagre branco num litro de água morna. Coloque numa garrafa com pulverizador, pulverize um pano de algodão e depois com a ajuda de uma vassoura passe o pano no chão.

Limpar o forno

Limpar o forno é usualmente uma tarefa complicada em termos de limpeza. Usualmente também significa utilizar produtos de limpeza extremamente poluentes, pois contêm derivados de petróleo, éteres, etilenos, entre outros. Para além de poluentes, estes componentes são muito nocivos para a pele e olhos. Em vez disso use produtos de limpeza naturais.

Bicarbonato de sódio e água: cubra o interior da superfície do forno com uma pasta feita de água e bicarbonato de sódio. Deixe repousar durante a noite. Depois, com as luvas calçadas esfregue a mistura. No final retire com um pano húmido.

Desentupir canos

Um cano entupido é uma grande chatice, mas verter produtos tóxicos na canalização não é algo muito sensato. Estes químicos são extremamente poluentes para a água. Quer realmente um químico que, para além de ser muito poluente, também é de grande perigo caso se entorne ou derrame em casa?

Bicarbonato de sódio e água a ferver (com vinagre caso seja necessário): coloque 1/2 copo de bicarbonato de sódio no cano entupido e, de seguida, coloque 2 copos de água a ferver. Se não resultar, coloque mais ½ copo de vinagre e deixe que esta solução atue. Depois verta um litro de água a ferver.

Lavar roupas e tecidos brancos

Nada como um lençol com cheiro a lavado e bem branquinho na cama. Se alguma peça de roupa branca, mesmo linho antigo, tiver alguma mancha ou nódoa mais persistente, esqueça a lixívia, opte por uma solução ecológica.  

Luz do sol: a melhor forma de remover nódoas é a luz do sol. Não é aconselhado fazer isso com tecidos sensíveis pois deterioram-se facilmente, mas cortinas, t-shirts de algodão branco etc., tudo o que seja branco, com um pouco de sol, sabão e água as nódoas saem por si só.

Ferver os tecidos: se o sol não fizer efeito, nada como ferver a peça de tecido num pote de água e sabão. As nódoas eventualmente acabarão por sair.

Detergente e Borax: misture detergente de lavar a roupa e borax até conseguir uma pasta. Para lavar tecido brancos, esfregue esta mistura e depois passe por água.

 Água oxigenada: se as nódoas forem das que não saem com nada, polvilhe-as com um pouco de peróxido, deixe repousar, depois é só passar por água.  

Prata

Os produtos para limpar prata contêm toxinas, pelo que não se devem deixar em contacto com a pele demasiado tempo. Será que realmente quer colocar algo assim nas suas peças de prata, que mais tarde ou mais cedo vão estar em contacto com a sua pele?

Folha de alumínio, água a ferver, bicarbonato de sódio e sal marinho: mantenha as suas pratas a brilhar com este método: forre o lavatório com papel de alumínio e coloque dentro as peças de prata, verta água a ferver dentro, junte um copo de bicarbonato de sódio e uma pitada de sal marinho. Deixe repousar durante alguns minutos. A sujidade da prata irá transferir-se para a folha de alumínio.

Pasta dentífrica: Se não usar o método anterior pode optar por usar pasta dos dentes para limpar a prata. Num pano seco suave, coloque um pouco de pasta dos dentes e vá polindo ate a sujidade desaparecer. Em vez da pasta dos dentes, poderá substituí-la por uma pasta feita de 3 partes de bicarbonato de sódio por cada parte de água.

Cobre

Ketchup: para manter os objetos de cobre a brilhar, experimente esfregá-los com ketchup.

A sua votação: